quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

A festa do Monstro Maluco ( Mad Monster Party )


  


O Barão e cientista Boris von Frankenstein, líder da Organização Mundial dos Monstros, acaba de fazer a maior descoberta de sua carreira como vilão. Uma fórmula secreta capaz de destruir qualquer matéria. Após o grande feito, o Barão decide se aposentar enquanto está no auge. Ele reúne, em uma festa em sua ilha particular, uma galera um tanto quanto esquisita. Entre os convidados estão o Conde Drácula, o Lobisomem, Dr. Jekyll e Sr. Hyde, a Múmia, o Homem Invisível, o Corcunda de Notre Dame, o Monstro da Lagoa Negra, a Criatura de Frankenstein e sua Noiva. Durante a reunião, o Barão decide anunciar seu sobrinho, o jovem e ingênuo Felix Flankin, como seu sucessor. Mas a galera do mal arma um plano para acabar com o herdeiro do cientista, roubar sua fórmula secreta e tomar o posto de líder dos monstros.


A Festa do Monstro Maluco" é com certeza um dos mais cultuados longametragens de animação de bonecos (tudo bem, não existem tantos assim, mas isso não retira seu status de cult). Presença obrigatória nas Sessões da Tarde da década de 70, influenciou diretamente e indiretamente, entre outros, cineastas como Tim Burton ( "O Estranho Mundo de Jack" e "A Noiva Cadáver"). Uma pequena jóia da história do cinema, filmado em stop-motion (também batizado de animagic), "A Festa do Monstro Maluco" foi realizado por uma trupe da pesada: a direção ficou a cargo de Jules Bass (que dirigiu outro cult do stop-motion, "Rudolph, a Rena do Nariz Vermelho"), o roteiro é de Harvey Kurtzman (criador da revista Mad), os personagens foram desenhados por Jack Davis (entre seus trabalhos estão a Mad e a Tales from the Crypt), os posters e anúncios da divulgação foram ilustrados por Frank Frazetta e a voz do Barão Von Frankenstein foi dublada por nada menos do que o lendário Bóris Karloff (em um de seus últimos trabalhos).

O filme em si, é uma deliciosa mistura de comédia, terror e musical. A trilha sonora é composta de jazz e rock. Num desses momentos inesquecíveis, uma simpática banda de esqueletos toca uma divertida canção chamada "Mummy" (em "A Noiva Cadáver" há uma sequência muito parecida). Enfim, altamente indicado para crianças e para nós, crianças crescidas.

Mestres do Horror # 2 - Bela Lugosi



Béla Ferenc Dezsõ Blaskó, mais conhecido como Béla Lugosi, (Lugoj20 de Outubro de 1882 — Los Angeles16 de Agosto de 1956).

O mais jovem dos quatro filhos de um banqueiro, Béla Lugosi começou a sua carreira nos palcos da Europa em várias peças de William Shakespeare. Mas no entanto tornou-se famoso pelo seu papel de Drácula numa encenação da clássica história de vampiro de Bram Stoker, e teve como especialidade os filmes de horror
Béla Lugosi fugiu de casa com 11 anos, abandonou a escola e engajou-se no trabalho de mineração. Na adolescência começou a atuar em pequenas companhias teatrais. O caminho mais comum o guiou do teatro para o cinema mudo húngaro, atuando com o nome artístico de Arisztid Olt. Porém, teve que interromper seu início de atividades no cinema graças à Primeira Guerra Mundial. Há boatos de que ele tenha sido ferido três vezes, assim causando sua futura dependência em morfina para aliviar as dores que seguiram por sua vida inteira. Há também uma versão que diz que ele conseguiu ser liberado do serviço se passando por louco.
Ao ser liberado do serviço militar, teve uma vida conturbada. Fez cerca de 12 filmes, casou-se pela primeira de cinco vezes e saiu da Hungria por conta das suas opiniões políticas. Ele se refugiou na Alemanha, mas passou pouco tempo no país e foi para o país onde conseguiu alcançar a fama: os Estados Unidos. Béla participou do teatro na comunidade húngaro-americana, e após algum tempo ganhou a oportunidade de interpretar Drácula numa adaptação teatral escrita por John Balderston.
Sua interpretação única e assustadora nesta peça foi que abriu as portas para seu estrelato no cinema. O diretor Tod Browing descobriu e o chamou para interpretar o vampiro em sua versão cinematográfica de Drácula. Este papel deu estrelato a Lugosi, mas ao mesmo tempo o marcou como "um ator de um só papel".
Béla fez vários outros filmes de horror, como também de outros gêneros. Dentre os de horror, merecem destaque murders in the Rue MorgueThe RavenMark of Vampire, dentre outros. Porém, o ator não conseguiu estabilidade no cinema, e passou a partir de meados da década de 30 a atuar em filmes baratos. Ainda conseguiu papéis bons como em Son of Frankenstein, The Ghost of Frankenstein, The Corpse Vanishes, etc... Porém, estereotipado como "Drácula", e seguindo o mesmo declínio do gênero na década de 40, no qual os monstros clássicos protagonizavam filmes em que se enfrentavam ou comédias, Bela ficou desempregado.
Foi Re-descoberto por Ed Wood, que gravou alguns filmes com Bela (inclusive Ed Wood arcou com vários custos de internação de Bela, consumido pelo vício em morfina).
O último filme de Béla Lugosi foi Plan 9 from Outer Space, de Ed Wood. Porém Bela filmou somente uma semana, falecendo no dia 16 de agosto de 1956. Bela foi sepultado com o traje de Drácula a pedido do seu filho e da sua quarta esposa, no cemitério de Holy Cross na cidade de Culver City, na Califórnia.
 Contrariando a crença popular, Lugosi nunca teria pedido para ser sepultado com o traje tendo deixado essa decisão ao filho e à esposa; Béla Lugosi Jr. confirmaria em várias ocasiões que ele e a sua mãe teriam tomado a decisão.
O Horror perdia assim um de seus maiores ícones.
Mas Bela Lugosi continua vivo na memória dos fãs do gênero, tendo sido interpretado por Martin Landau, ganhador do Oscar por este papel, no filme "Ed Wood" de Tim Burton.

Luxurias de Vampiros - 1971

Carmilla Karnstein reencarna no corpo de uma linda jovem (Yutte Stensgaard) durante um ritual de magia negra. 

A vampira inicia então uma terrível seqüência de depravação sexual entre as jovens de uma escola para garotas. Mas, o propósito de Carmilla não param por ai. Ela precisa se alimentar e os moradores do vilarejo sabem que precisaram se unir para derrotar esse terrível mal.

Quem já assistiu Carmilla vai gostar, é um bom filme Britanico do inicio dos anos 70 da produtora Hammer, é meio que uma sequencia de "Vampire Lovers", muita cena de vampiras lesbicas e sangue !

Vale a pena conferir !



Oasis dos Zumbis - 1982


Durante a Segunda Guerra Mundial, pelotão de alemães que transportava um tesouro é chacinado junto a um oásis no meio do deserto. 

Nos tempos atuais, o único sobrevivente do massacre conta o segredo a um traidor, que organiza uma expedição para recuperar o tesouro nazista. Só que os exploradores descobrem, da pior forma, que o ouro é guardado por um exército de mortos-vivos - os zumbis dos soldados mortos décadas antes.

Dois anos depois, Jesus Franco lançou uma "versão espanhola" do mesmo filme, chamada "La Tumba de los Muertos Vivientes" (1983), substituindo dois dos atores, mexendo na edição e trocando a trilha sonora

DOWNLOAD

A Noite das Brincadeiras Mortais - 1986

Um grupo de estudantes vai passar o fim de semana do Dia da Mentira na casa de uma colega em uma ilha remota. 

Aos poucos, as pessoas vão morrendo uma a uma em circunstâncias cada vez mais estranhas...
Um ótimo filme muito fora do tipo filme convencional de serial killer, com uma ótima história !, esse filme é um grande clássico da sessão da tarde dos anos 80, vale muito a pena baixar e assistir !








DOWNLOAD

Mestres do Horro # 1 - Vincent Price



Vou falar sobre ele, que é sem duvida um dos maiores atores da historia do cinema.... Mestre... Vincent Price !
O genial Vincent Leonard Price Junior nasceu num 26 de outubro de 1913 em St. Louis, Missouri, Estados Unidos.

Ao longo de uma carreira muito bem sucedida, realizou mais de 50 filmes e entre eles pelo menos 40 dentro do gênero fantástico. Sua marca registrada era o ar aristocrático, um verdadeiro gentleman (curiosamente se opondo a imagem rústica de outro astro dos filmes de horror, este europeu, Christopher Lee).
Entre as dezenas de filmes que estrelou, a maioria foi clássicos do gênero, como "Museu de cera" (1953), "A Mosca da Cabeça Branca" (1958), "O Corvo" (1963) e "O Abominável Dr. Phibes" (1971).

Vindo de uma família empresarial rica começou sua carreira no teatro. Sua estréia no cinema foi com "Service Deluxe".Price teve sua iniciação no gênero que o consagrou já no seu segundo filme: "Tower of London" (1939), ao lado do lendário Boris Karloff e Basil Rathbone. Neste filme Price tem apenas uma pequena aparição como um personagem que morre afogado em um barril de vinho.

Foi na década de 60 que conheceu o produtor/diretor Roger Corman. Começou então uma grande parceria que resultou numa série de adaptações da obra sombria de Edgar Allan Poe. "A Queda da Casa de Usher" (1960), "O Poço e o Pêndulo" (1961), "Muralhas do Pavor" (1962), "O Corvo" (de 1963, baseado no célebre poema de Poe e com a participação do novato Jack Nicholson), "A Máscara Mortal" (1964), "The Tomb of Ligeia" (1964) e "O Ataúde do Morto-Vivo" (de 1969, primeiro trabalho ao lado de Christopher Lee).

A parceria com Corman ainda rendeu o filme "O Castelo Assombrado" (The Haunted Palace), inspirado no famoso conto "O Caso de Charles Dexter Ward" de outro gênio da literatura fantástica, H. P. Lowecraft.

Vincent Price interpretou os mais variados personagens, entre loucos e vilões destaca-se o psicopata desfigurado Dr. Phibes, presente em dois longas dirigidos por Robert Fuest, "O Abominável Dr. Phibes" (1971) e "A Câmara de Horrores do Abominável Dr. Phibes" (1972).


Sua extensa filmografia ainda incluem obras absolutas como "Muralhas do Pavor" (1962), "Farsa Trágica" (1963), "A Casa dos Maus Espíritos" (1959)...

Price teve ainda passagens marcantes pela televisão. Na clássica série "Batman" interpretou o vilão Cabeça de Ovo.Durante vários anos foi apresentador da série televisiva "Mystery Theatre".

Curiosamente emprestou sua voz cavernosa para o discurso de horror no videoclipe "Thriller" de Michael Jackson, onde o cantor se transforma em um lobisomem.

Vincent Price encerrou sua carreira brilhantemente com o ótimo "Edwards Mãos de Tesoura", do diretor e fã assumido Tim Burton (Burton dirigiu um curta de animação chamado "Vincent", em sua homenagem). Neste filme Price interpreta magistralmente o criador da aberração Edwards, interpretado pelo também genial Jhonny Depp.

Em sua intimidade Vincent Price era um homem culto, que gostava de cozinhar (chegou a escrever alguns livros de culinária). Ganhou duas estrelas merecidas na Calçada da Fama em Hollywood, uma por sua contribuição no cinema outra pela na tv.

Vincent Leonard Price Junior veio a falecer em 26 de Outubro de 1993, aos 82 anos de idade, devido a complicações com um câncer no pulmão. Mas permanece imortal na mente dos fãs e não é exagero dizer que Price foi um dos maiores atores que já existiu, devido não só a extensão de sua filmografia, mas também pela qualidade da mesma.